Vida

Zudizilla

Mixtape LUZ


Reflito na rima oque eu vejo, o que eu sinto, o que eu acho.
Exerço na vida lição aprendida com os passos.
Sem erro, sem tombo, ser dono da linha que eu traço,
se o bolo tá grande então vamo dividir os pedaços.

Os parceiro que sempre tiveram na luta, um abraço.
Os troxa que cercam minha vida, tem que ter cuidado.
Acabo sempre na mira por uma coisa, ou outra.
Não tô de toca, eu solto os dread e eles não avoa.
Perigo ronda, mas esperto eu ando sossegado,
difícil vim causar o mal pra quem tá preparado.
As mão pro alto, showzinho lotado, nego embola.

Fecha as cortina, saio sozinho e vários nem dão bola.
Acham que é moda, mas eu faço porque é preciso,
sei que tem vários na parada, concorda comigo.
Porque eu não minto, eu não finjo ser oque eu não sou,
sou o contrário que pregaram para um rimador.
Sou realista, eu sei que a pista precisa da gente.
Sou ativista, eu sei que a vila precisa da gente.
Sou masoquista que apanha e que jamais aprende
Sou pugilista como Guido que nunca se rende.

Sou delinquente marginal por herança sanguínea,
sou dependente desse caos que a cidade cria.
A cada dia mais policia, menos professor.
Mano, a cada dia a esquina forma mais trezentos espartanos.
Andando, gingando, quebrando as regra imposta,
quem disse que eu não podia já perdeu a aposta.

(Refrão)
E eu vi, muitos se perderem por aqui mas eu não vou,
indo por caminhos que eu me recuso a ir.
Se for pra andar pra trás então eu fico aonde eu tô,
essa é minha vida nego (2x)

Renovação traz medo a quem não se mantem no posto
Revolução traz medo, vários morrem de desgosto.
Querem calar o povo, mas não vai calar minha alma
Querem respeito a quem no esgoto encontram sua raça.
Enquanto o tempo passa, muito mais rouco eles ficam,
quanto menos dão ouvido, muito mais é que eles gritam.
Querem atenção, vai no Faustão ou na Hebe,
deixa então que eu recebo, a rua recebe.
Vários muleque sem nome descobrindo a estória,
sem sobrenome faz apelido virar memória.
Única glória, minha posse, tudo que eu tenho.
Se for pra festa, ou pra guerra meu nome é o mesmo.
Antes do tempo acabar, eu vô tá aqui e mesmo se ninguém quiser eu tô em pé pra reagir.
Antes do tempo acabar, eu vô tá aqui, de pé pra reagir depois de tudo aquilo que eu vi.

(Refrão - 2x)

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Zudizilla no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS