Página inicial > Rap > Z > Zudizilla > O Céu É o Limite

O Céu É o Limite

Zudizilla

Mixtape LUZ


Vocês não entenderam ainda, que pra morrer basta tá vivo
Nós só tamo dando mais valor a vida
Do jeito que a gente sabe, como sempre fez.
Não restaram muitos cara na minha volta,
Se pá uns dois ou três, talvez menos.
É o suficiente pra incomodar, e fazer vocês notar
Que não tá mais tão tranquilo,
Tamo surgindo do nada no apetite pra estragar tua festa,
Dominando pelas fresta e construindo uma nova.

Quem antes virava a cara e duvidava,
Agora para e olha, gosta pois não pode fazer nada contra.
Sei que te incomoda até o modo como visto e ando,
Usando cadarço ao invés de cinto.
Minhas palavras são minha vida e isso me qualifica,
Me transforma em ícone daquele que se identifica.
Se reconhece em cada estrofe e se torna parte da obra
E retorna, mais forte pra encarar a vida.
Enfrenta dificuldades, inventa uma saída,
Mantendo o que me trouxe aqui eu vou mais longe ainda.

Percorro a estrada ainda que digam que não tem fim,
Eu não vim até aqui, pra alguém dizer que é impossível.
Eu sou mais uma engrenagem que move essa estrutura,
Pra ti sou invisível, onipresente nas ruas.
A voz que mantem firme a alma da nossa cultura,
O céu é o limite, agora segura.

(refrão -2x)
Quantos vão te dizer pra não ir,
Ficar, insistir, lutar, resistir. desistir?
Não.
Existirão mais de um milhão dispostos a te seguir.

Não decorei o nome das ruas da cidade que eu ando,
Mas conheço cada mano, cada mina, cada plano de vitória,
Cada história de evolução, cada decadência
Dos que pensavam que eram, mas nunca serão.
Somos todos importantes dentro da sua missão,
Somos todos a missão que vai firmar o objetivo,
Todos tem um incentivo pra seguir de pé na vida, seja dor,
Seja alegria, seja chuva ou sol do novo dia.

Vira noite crente no amanhã,
Presente de alma em cada instante,
Momentos serão eternos.
Inverno vai ser mais quente
Quando eu tiver por perto,
Como dante experimentei o céu e o inferno.
Diante disso quero ser feliz, fazendo o que eu sempre quis,
Sempre fiz e me fez bem. spray e sentimento,
Skate e asfalto, cimento, vinho e roda punk,
Esquina paranoia delirante.
Hoje eu quero bem mais do que antes,
Enxerguei uma chance de chegar mais longe.
A vida me trouxe as duas faces da moeda,
Mas já era, quem vem da guabiroba não teme a queda.
Ignoro as leis da gravidade, as leis da minha cidade,
Além da cor da pele.
A lenda que prefere o anonimato,
Sucesso é só um passo e a gente aqui consegue.
Nem me interessa mais o que o povo fala,
Tô tranquilo, nada me abala eu abro minhas asas,
Troco a marcha,
O mundo é teu então abraça.
Uns dizem que eu sou uma farsa,
Mas na minha cara ninguém fala nada.

(refrão - 2x)

Quantos vão te dizer pra não ir, ficar, insistir, lutar, resistir.
Desistir? não.
Existirão mais de um milhão dispostos a te seguir (2x)

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Zudizilla no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS