PĂĄgina inicial > MPB > Z > Zizi Possi > Vida Noturna

Vida Noturna

Zizi Possi

Flor do Mal


Acendo um cigarro molhado de chuva até os ossos
E alguém me pede fogo, é um dos nossos
Eu sigo na chuva de mĂŁo no bolso e sorrio
Eu estou de bem comigo e isso Ă© difĂ­cil

Eu tenho no bolso uma carta
Uma estĂșpida esponja de pĂł de arroz
E um retrato meu e dela
Que vale muito mais do que nĂłs dois

Eu disse ao garçom que quero que ela morra
Olho as luas gĂȘmeas dos farĂłis
E assovio, somos todos sĂłs
Mas hoje eu estou de bem comigo e isso Ă© difĂ­cil
Ah, vida noturna, eu sou a borboleta mais vadia
Na doce flor da tua hipocrisia

Compositor: Aldir Blanc, JoĂŁo Bosco

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Zizi Possi no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS