Não Há Quem

Ziza Fernandes


Não há fé que se levante
Sem esforço
Não há dor que se agüente
Sem sufoco
Não há um olhar que brilhe
Sem já ter chorado
Não há uma alma
Que saiba o que quer
Sem ver além

Não há dor que passe logo
Se alguém amou depois perdeu
Não há quem se envaideça
Se perdoou depois se arrependeu
Não há ser humano
Que se orgulhe de ser infeliz
Não há luz que tudo cure
Se não é aquela de Jesus

Hoje decidi viver
Na sombra desse seu amar
Quero entender como se faz
Pra ter a paz que Ele traz
Hoje decidi viver
Olhar aquela cruz um pouco mais
Quero entender como esse homem
Pôde amar alguém assim
(Como eu, que não tem nada pra oferecer... )

Não há um amigo
Que seja fiel
Sem ter feito um outro amigo
Mais feliz que ele mesmo
Não há mãe que se torture
Por amar demais
Não há pai que se amargure
Por ter dado até o que não tem

Não há hoje quem convença
O meu coração
Além daquele olhar sincero
Cheio de compaixão
Que sem me perguntar
Já tinha a minha história
Em seu olhar
Seu jeito era de Nazaré
Hoje é de quem o escutar

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ziza Fernandes no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS