Página inicial > Samba > Z > Zeca Pagodinho > Seu Balancê

Seu Balancê

Zeca Pagodinho

Novo Millennium: Zeca Pagodinho


Quando o canto da sereia
Reluziu no seu olhar
Acertou na minha veia
Conseguiu me enfeitiçar

Tem veneno o seu perfume
Que me faz o seu refém
Seu sorriso tem um lume
Que nenhuma estrela tem

Tô com medo desse doce
Tô comendo em sua mão
Nunca imaginei que fosse
Mergulhar na tentação

Essa boca que me beija
Me enlouquece de paixão
Te entreguei numa bandeja
A chave do meu coração

Seu tempero me deixa bolado é um mel misturado com dendê
No seu colo eu me embalo eu me embolo
Até numa casinha de sapê
Como é lindo o bailado debaixo dessa sua saia godê

Quando roda no bamba-querer, fazendo fuzuê
Minha deusa esse seu encanto parece que vem do Ilê

Ou será de um jogo de jongo que fica no Corumbande
Eu só sei que o som do batuque é truque do seu balancê
Preta cola comigo porque, tô amando você

Lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lala iá
Lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lala iá
Lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lalaiá lala iá

Preta cola comigo porque estou amando você
to amando você

Compositor: Toninho Geraes e Paulinho Resende

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Zeca Pagodinho no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS