Página inicial > MPB > Z > Zeca Baleiro > Hotel À Beira-mar

Hotel À Beira-mar

Zeca Baleiro


Vejo a luz do Mucuripe
Belo inútil videoclipe
Blues amargo de razão
Nenhum barco me acena
E minhalma quase plena
Ri do caos da confusão
Do trânsito engarrafado
Do grito desesperado
Calado da multidão
Cai a tarde como um pano
Sonora como um piano
Sobre a minha solidão

O céu me fez astronauta
Pra que eu ache o que me falta
Nesta galáxia fria
Nem a dor nem o desejo
Ao lábio só cabe o beijo
Que é da noite sem o dia
Quisera cantar tal fado
Ébrio febril assombrado
A raiva da calmaria
Mas as palavras se foram
Como rojões que estouram
Depois do brilho a agonia

O amor é um embaraço
Música de um só compasso
Compositor coração
No meu rosto toca o vento
Nada mais só o momento
Infinito breve vão
Para que querer futuro
Se só escombros de um muro
Sobraram da construção
A estátua de Iracema
Tem o sol como cinema
E eu não tenho ilusão

O mar vai o mar vem
De quem será o mar
O mar vai o mar vem
Ninguém pode ter o mar

Compositor: Fagner E Zeca Baleiro

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Zeca Baleiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS