Deserta

Zeca Baleiro

Era Domingo


Pegue em minha mão me leve pra onde quiser
Sigo você onde for diga o que quer
Se falta amor aqui melhor partir
Aprender a voar no céu que nunca tem fim

Pegue em minha mão me leve pra onde quiser
Sigo você onde for diga o que quer
Se falta amor aqui melhor partir
Aprender a voar no céu que nunca tem fim

Céu de estanho eu sigo sua luz
Eu mal abri os olhos e vi surgir
Os seus os breu da triste escuridão

Pegue em minha mão me leve pra onde quiser
Sigo você onde for diga o que quer
Eu te dou a canção que sai do meu sangue
E se espalha no asfalto frio como nuvens que vão
Eu te dou os meus passos de sal no chão
Ao sol do deserto a vida por um fio suor e solidão

Pegue em minha mão me leve pra onde quiser
Sigo você onde for diga o que quer
Se falta amor aqui melhor partir
Aprender a voar no céu que nunca tem fim

Pegue em minha mão me leve pra onde quiser
Sigo você onde for diga o que quer
Se falta amor aqui melhor partir
Aprender a voar no céu que nunca tem fim

Letra enviada por Leandro Lima

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Zeca Baleiro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS