• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Cinco e pouco da manhã
    Eu vou para o trabalho
    A lotação sacode
    Me arrebenta no caminho
    Chego tarde na seção
    O chefe explode
    Dá meio-dia todo mundo sai
    Pensando na cachaça
    E no farto almoço
    Eu abro a minha marmita
    Abobrinha frita
    Carne de pescoço

    Seis da tarde todos vão embora
    Só eu fico atolado. Uma, duas, três horas
    Depois enfrento a condução
    Quase sempre confusão
    Meu Deus, Nossa Senhora
    Se chego em casa mais de meia-noite
    A "muié" já tá dormindo
    Eu fiquei na mão
    Daí a pouco o dia tá chegando
    Continuo esperando outra ocasião

    E no fim do mês
    Não sobra grana para o futebol
    Pra tomar a cana, pra pegar um sol
    Pra ganhar um brilho, pra fumar tabaco
    Pra sair do trilho, cafuné na nuca
    Pra jogar sinuca nunca sobra taco
    O homem que não tem vício é um fraco

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Zé Geraldo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.