Yungblud
Página inicial > Y > Yungblud > charity > Tradução

Charity (tradução)

Yungblud


Caridade


Esta noite, minha mãe disse que eu

Nunca deveria sair

Que eu deveria correr e me esconder

Doe meu cérebro para caridade

Um, dois, três


Então, estou perdido no supermercado procurando por meu senso de identidade

Eu vaguei pelos corredores tentando descobrir para onde eu desapareci

O que vou aderir? E o que eu poderia parecer ser?

E talvez eu esteja com os morangos, sozinho na prateleira

Porque eles respiram e sangram, e são doces como eu

Eles seguram minha mão e fazem parecer que agora

Neste momento não preciso ter medo


Esta noite, minha mãe disse que eu

Nunca deveria sair

Que eu deveria correr e me esconder

Doe meu cérebro para caridade

Eu prefiro ficar cego

Do que olhar em seus olhos

E te dizer que eu menti

Doe meu cérebro para caridade


Então fiquei triste porque me sinto confortável aqui

Então, fiquei furioso porque não quero dirigir

Estar fora dos trilhos é viver sem medo

Mas quando você começa a não sentir nada, nada fica claro

Então, por favor fale, por favor ria, por favor dance, por favor chore

Sinta cada lágrima que cai do seu olho

Porque sentir é respirar e temer é ser livre

E ser livre é o que significa ter sucesso para mim


Esta noite, minha mãe disse que eu

Nunca deveria sair

Que eu deveria correr e me esconder

Doe meu cérebro para caridade

Eu prefiro ficar cego

Do que olhar em seus olhos

E te dizer que eu menti

Doe meu cérebro para caridade


E agora, aqui sozinho

Que coloquei no meu telefone

Amor, eu nunca vou voltar para casa

Doe meu cérebro para caridade

Eu só sinto que não sou real

Eu coloquei minhas mãos no volante

E se eu bater, sou feito de aço

Doe meu cérebro para caridade


La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la

La-la sim

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la

La-la sim


Sim, esta noite, minha mãe disse que eu

Nunca deveria sair

Que eu deveria correr e me esconder

Doe meu cérebro para caridade

Eu prefiro ficar cego

Do que olhar em seus olhos

E te dizer que eu menti

Doe meu cérebro para caridade


(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

E agora, aqui sozinho

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

Que coloquei no meu telefone

Amor, eu nunca vou voltar para casa

Doe meu cérebro para caridade

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

Eu só sinto que não sou real

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

Eu coloquei minhas mãos no volante

E se eu bater, sou feito de aço

Doe meu cérebro para caridade

Charity


Tonight, my mother said that I

Should never go outside

That I should run and hide

Donate my brains to charity

A one, two, three


So, I'm lost in the supermarket shopping for my sense of self

I wandered down the aisles tryna figure out where I disappeared to

What will I adhere to? And what could I appear to be?

And maybe I'm with the strawberries, alone on the shelf

Because they breathe and bleed, and they sweet like me

They hold my hand and they make it seem that right now

In this moment, I don't need to be afraid


Tonight, my mother said that I

Should never go outside

That I should run and hide

Donate my brains to charity

I, I'd rather go blind

Than to look into your eyes

And tell you that I lied

Donate my brains to charity


So I made myself sad 'cause I feel comfortable here

So I made myself mad because I don't want to steer

To be off the rails is to live without fear

But when you start feeling nothing, nothing becomes clear

So, please speak, please laugh, please dance, please cry

Feel every fuckin' tear that falls from your eye

'Cause to feel is to breathe and to fear is to be free

And to be free is what it means to be successful to me


Tonight, my mother said that I

Should never go outside

That I should run and hide

Donate my brains to charity

I, I'd rather go blind

Than to look into your eyes

And tell you that I lied

Donate my brains to charity


And now, here alone

That I put into my phone

Love, I'm never coming home

Donate my brains to charity

I just feel that I'm not real

I put my hands on the steering wheel

And if I crash, I'm made of steel

Donate my brains to charity


La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la

La-la, yeah

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la-la

La-la-la-la-la-la-la-la

La-la, yeah


Yeah, tonight, my mother said that I

Should never go outside

That I should run and hide

Donate my brains to charity

I, I'd rather go blind

Than to look into your eyes

And tell you that I lied

Donate my brains to charity


(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

And now, here alone

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

That I put into my phone

Love, I'm never coming home

Donate my brains to charity

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

I just feel that I'm not real

(La-la-la-la-la-la-la-la-la)

I put my hands on the steering wheel

And if I crash, I'm made of steel

Donate my brains to charity

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES