Xavier Rudd


A Carta


Eu eu sento na minha janela

Com tudo que eu fiz

Portas que abri

Teias que teci


E a vela do meu lado

Queima já no final

E a chuva na terra

Manda o lagarto para seu ninho


Vai haver um hora

Em que eu vou poder segurar você novamente?

Com meus braços bem abertos

E no meu peito você descansará


E eu vou te escrever uma carta

Com tudo que eu sei

Sobre o peso do mundo

E o jeito como as coisas podem ser


Então viva meu amigo

Dê um passo atrás de novo

Algumas coisas lhe serão dadas

Para outras você terá que se esforçar

Você vai ter que se esforçar meu amigo

Para se segurar nisso

Algumas coisas virão fáceis

Outras serão um teste

Você vai ter que se esforçar


Agora o oceano me conecta

À tudo que eu conheço

Estou amadurecendo minha mente

Então meu coração poderá chamar


Com essas árvores como minhas testemunhas

Eu vou cortar algumas frutas

E cada uma com suas intenções

Agradáveis de paz e verdade


Vai haver um hora

Em que eu vou poder segurar você novamente?

Com meus braços bem abertos

Eu vou mergulhar


Então aqui está sua carta

Com tudo que eu sei

Sobre o peso do mundo

E o jeito como as coisas podem ser


Então viva meu amigo

Dê um passo atrás de novo

Algumas coisas lhe serão dadas

Para outras você terá que se esforçar

Você vai ter que se esforçar meu amigo

Para se segurar nisso

Algumas coisas virão fáceis

Outras serão um teste

Você vai ter que se esforçar


Agora o oceano me conecta

À tudo que eu conheço

Estou amadurecendo minha mente

Então meu coração poderá chamar


Com essas árvores como minhas testemunhas

Eu vou cortar algumas frutas

E cada uma com suas intenções

Agradáveis de paz e verdade


Vai haver um hora

Em que eu vou poder segurar você novamente?

Com meus braços bem abertos

Eu vou mergulhar


Então aqui está sua carta

Com tudo que eu sei

Sobre o peso do mundo

E o jeito como as coisas podem ser

The Letter


I I sit by my window

With everything I've done

Doors that I've opened

And webs that I've spun


And the candle beside me

it burns to the left

and the rain on the clay

sends the lizard to it's nest


will there be a time

when I would hold you again?

With my arms spread out

My chest you'll rest


And I'll write you a letter

With everything I know

’bout the weight of the world

And the way things could go


So live up my friend

Step back again

For some things will be given

For some you'll have to bend

You’ ll have to bend my friend

To hold on to this

For some things will come easy

And some will be a test

You’ll have to bend


Now the ocean connects me

To everything I know

I’m mellowing my mind

So my heart, it can call


With these trees as my witness

I'll slice up some fruit

And each to their peaceful

good intentions and truth


There will be a time

when I'll hold you again

With my arms spread out

I will dive right in


So now here is your letter

With everything I know

’Bout the weight of the world

And the way things could go


So live up my friend

Step back again

For some things will be given

For some you'll have to bend

You’ll have to bend my friend

To hold on to this

For some things will come easy

And some will be a test

You’ll have to bend


Now the ocean connects me

To everything I know

I’m mellowing my mind

So my heart, it can call


With these trees as my witness

I'll slice up some fruit

And each to their peaceful

good intentions and truth


There will be a time

When I'll hold you again

With my arms spread out

I will dive right in


So now here is your letter

With everything I know

’bout the weight of the world

And the way things could go

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS