• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Linda flor matreira é da corticeira
    Que nasceu na beira de um pequeno rio
    Era sestiola quando a ventarola
    Quebra-lhe a corola sob um sol de estio

    Entre pedra e areia ela corcoveia
    Se borboleteia pelo riacho a fora
    Cheia de tristeza pela correnteza
    A flor indefesa lá se vai embora

    (Ai, ai, ai, a flor que cai como a ilusão se vai
    Ai, ai, ai, a mocidade vai pra não voltar jamais)

    A flor descansa da ligeira dança
    Quando a onda mansa chega na barranca
    Fica ali brincando se saracoteando
    E se mascarando com a espuma branca

    Com sua charanga maviosa sanga
    Vai na caipiranga carregando a flor
    E a flor se aflige que nem prenda virgem
    Procurando a origem dos seus ais de amor

    Foi o amor que eu tinha como a marrequinha
    Que caiu levinha desta corticeira
    E a flor da idade e a felicidade
    Que nos da saudade pela vez primeira

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Wilson Paim

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.