Página inicial > Indie > W > Wado > Cais Abandonado

Cais Abandonado

Wado

Vazio Tropical


Deste cais abandonado
Todo mundo já partiu
Até mesmo os velhos ratos
Abandonaram o navio

E hoje pende por um fio
No vazio tão imenso
Que os tambores silenciam
No vão do tempo suspenso

Eu mantenho a língua afiada
Mastigando o vidro da ilusão despedaçada
E assim invertem-se os papéis
E assim que vão-se os dedos e ficam os anéis

Colhe o que se planta
O que se faz por merecer
Cada espinho que retira
Pra se ver outro crescer

E hoje pende por um fio
o vazio tão imenso
Que os tambores silenciam
No vão do tempo suspenso

Eu mantenho a língua afiada
Mastigando o vidro da ilusão despedaçada
E assim invertem-se os papeis
E assim que vão-se os dedos e ficam os anéis

Letra enviada por Jacqueline Costa

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Wado no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS