Página inicial > Rock Alternativo > V > Vulgue Tostoi > Samba do Silêncio

Samba do Silêncio

Vulgue Tostoi


Era noite e o silêncio despertou
Sem querer me contar de você
Me negou suas palavras de amor
O silêncio acordou entre eu e você
Estava frio e o verso congelou
E a parede entre a gente não tem fim
E a voz do vazio me soprou
Que o silencio acordou entre eu e você

La fora, o mar se agita de tristeza
Enquanto a gente se afoga no silencio
Sufocando a poesia
La fora o mundo chora mais um amor que se acabou
Enquanto a gente se acorrenta no passado
Quando o silencio acordou

La fora a lua racha de tristeza
Enquanto a gente se embriaga de silencio
Perturbando a harmonia
La fora o mundo chora mais um amor que se acabou
E a gente abandona o cenário
Quando o silencio acordou

Lembro o olhar
Lembro o lugar
Teu vulto amado
Lembro o sorriso
Um paraíso que tive ao teu lado
Lembro a saudade
Que hoje invade os dias teus
Para o mal
Lembro o final
Um triste adeus

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Vulgue Tostoi no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS