Página inicial > Rap > V > Valente > No Seu Lugar

No Seu Lugar

Valente


Pilacão, daquele jeitão
Muito pro ces jão, sabe que nois gosta muito
Nois tá pra sumariar, não pra ser assunto
Se tentar atravessar foda-se quem estiver junto

De onde ce vem meu truta, eu que te pergunto, hã?
Quem cê liga pra se entrometer
"e aí febém ó o boy, pagando de herói
Sabe que esse é o mói, vou mandar descer"

Quer pagar pra ver, arrombado?
Pro ce vai ser, chato, por ser você, rato
Verme que cresce os zói, cola pique um nóia
E já quer se envolver, é fato

Ma-ma-mas não vai
Mas com nós não vai colar
Bico, sujo, não, vai
A4drilha, (filho da puta)

Vai então que o bang é pesado, e ce nem tá ligado
Que nois tá bolado, nois tá maquinado
Tô nem preocupado, tô bem acompanhado
Equipado e treinado pra bater de frente

Passando do lado, na noite isolado
Num opalão socado, de vidro fechado
Seis mija sentado, de tão assustado
Que é boyzinho viado, e não cola com a gente

Então muito cuidado ao citar os aliados
Se cê num é chegado cê passa por errado
Ai você vai ser cobrado, julgado e culpado
Um no chão está esticado, o chicote estralou
Verme safado não é considerado
Encontrado furado já inteiro rasgado
Esse aí vai ser enterrado de caixão lacrado
Por correr no errado, falhoso moscou

Nessas não vou me afundar, hã
Sei que nessas não vou entrar, hã
Zrm e Valente, quer bater de frente? hã

Só no seu lugar
Nego fica, fica só no seu lugar

Nego fica, sem ter reação
Eu acho bom não revidar

Nego fica, fica com as mãos onde eu veja
Te aconselho não aprontar, nego

O nosso corre é louco
E cê num aguenta segurar, nego

Só no seu lugar
Nego fica, fica só no seu lugar

Nego fica, sem ter reação
Eu acho bom não revidar

Fica com as mãos onde eu veja
Te aconselho não aprontar

Porque o nosso corre é louco
E cê num aguenta segurar, nego

Psicótico na ideia, de chapéu tá os plateia
Tira aí a conclusão da minha visão, abraça a ideia
Zé colméia, se a moda pega, vira tragédia
Conceito evolutivo de morro, capitão caverna

Mas não reclame seu salame, porque a pica é de linfame
Pagar pau pra loque bem sucedido? fi não é comigo
Fudido, com coisas que se pá até cego vê
Gran finalle, sou a voz, tem mais é que se foder

Tá cheio o elevador, pega nada, eu vou de escada
Secreto e sem precisar de auxílio papagaiada
De esmola eu tô legal, junta, vira e enfia no rabo
Cúpula mal-sucedida, nós por nós, obrigado

Zum zum zum, bla bla bla, tão falando
Quem somos nós? voz, tão cogitando
Zum zum zum, bla bla bla, tão procurando
Quem somos nós? voz, coxixando

Desacreditou né? mas agora quer saber
Depender de mim vai morrer esperando acontecer
Ó lá, passou voando, vai, corre pra ver
É um pássaro? é um avião? não, é o super foda-se!



Só no seu lugar
Nego fica, fica só no seu lugar

Nego fica, sem ter reação
Eu acho bom não revidar

Nego fica, fica com as mãos onde eu veja
Te aconselho não aprontar, nego

O nosso corre é louco
E cê num aguenta segurar, nego

Só no seu lugar
Nego fica, fica só no seu lugar

Nego fica, sem ter reação
Eu acho bom não revidar

Fica com as mãos onde eu veja
Te aconselho não aprontar

Porque o nosso corre é louco
E cê num aguenta segurar, nego

Compositor: Rafael Valente, Felipe Desiderio

Letra enviada por Leandro Saueia

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Valente no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS