Página inicial > Rap > V > Valente > Lugar Ao Sol

Lugar Ao Sol

Valente


Perdido em pensamentos perceberá
Que voa contra o vento, isso fará
Você buscar o seu lugar ao sol
Você buscar o seu lugar ao sol
Ao amanhecer... um dia novo irá raiar
Dando uma nova chance de provar
Que você busca o seu lugar ao sol

Pensa que o clima tá maneiro... busquei ver meu lado primeiro
Entre facas e facões quem vai primeiro é o cordeiro, e sangra
Se não tiver carta na manga,
Pra acompanhar a demanda que segue,
Entregue ao ego que tem e se mantém cego, entregue

Você cre no que pensa ou pensa se pode
Pra ver se compensa ou é ideia de "lóki"
Se a vontade é crença, não foge
Mantenha sua presença em alto ibope

Montando em leões, caçando dragões
Ou perdido em ilusões, singelas paixões,
Tais quais descritas em telas,
Traições, mantidas em celas

Não nos deixam nos surpreender...
Tanta merda contada nos é repassada e vem vinculada à tv
Te ensinam a viver, seu jeito de ser (cê acredita)
Pra depois cê rever
Se o que é certo é incerto
E o correto não se encontra tão perto de mim

Sabe que sempre fui assim
Teimoso até o fim, orgulhoso desde "pequeninin"
Pois o que não me para fortalece a tara que me impulsa, cara
Nessa vida vivendo vivi nisso vi que aprendi só com tapa na cara

Perdido em pensamentos perceberá
Que voa contra o vento, isso fará
Você buscar o seu lugar ao sol
Você buscar o seu lugar ao sol
Ao amanhecer... um dia novo irá raiar
Dando uma nova chance de provar
Que você busca o seu lugar ao sol

-

Nego vive a vida inteira se iludindo
Construindo pra ver caindo
Pedindo bênção e seguindo
Hoje em dia bênção é morrer dormindo

A chaga da humanidade surgindo
O coração puro se esvaindo
A mídia te entulpindo, te esculpindo
você cai e sai dizendo que é lindo

Alma insegura se sente tão só
Calma, procura seu lugar melhor
Tralma perfura e te deixa pior
Palma da mão, carreira de pó

Foi mais um que subiu, por sorte, se não caiu
A morte viu, sorriu, pediu, o corte foi forte e sombrio
Ninguém viu, coisa mística, crítica, exame de balística
No corre sem porre, então me socorre,
E não entrar pra estatística
Deixo reticências, cumpro penitências,
Supro as incubências dessa vida

Siga de cabeça erguida
E não deixe que mudem seu estilo de vida
Se a vontade é boa não deixe voar,
Se ela não for à toa então basta lutar
Não basta uma ideia iludida, o certo é lutar e buscar alcançar
Ou então será uma ideia perdida,
Esquecida na vida que te perderá, "rapá"

"ooohhh..."
Quando estiver perdido em sua mente
"ooohhh..."
Perceberá que caminha só
"ooohhh..."
E verá que sempre deve andar pra frente
"ooohhh..."
Em busca do seu melhor

-

Perdido em pensamentos perceberá
Que voa contra o vento, isso fará
Você buscar o seu lugar ao sol
Você buscar o seu lugar ao sol
Ao amanhecer... um dia novo irá raiar
Dando uma nova chance de provar
Que você busca o seu lugar ao sol

-

A real é que se eu não tivesse feito o que eu fiz
Hoje carregaria menos cicatriz
Aprendo com meus erros
Mas não posso dizer que me arrependo de todos eles
São dores e prazeres àqueles seres de bando
Tanto quanto me espanto, brado neles

Se eu não tivesse errado tanto, não teria aprendido
Tanto o quanto canto,
Encanto santo, cubra-me com teu manto
Enquanto nego aponta o dedo e fala bosta o medo ativa
O quanto chego em conta pego nas costas o apego brinda.

Compositor: Rafael Valente

Letra enviada por Rafael Valente

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
essa letra:

Ouça estações relacionadas a Valente no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS