• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Direto vejo vários urubus
    Rodeando em volta de mim
    Esperando a carcaça,
    Pelo menos assim eles sentem falta de mim

    É a farsa, o pasto tá verde,
    Vou na sede e só encontro capim
    Sem rede, sem água de coco, enfim,
    Acostuma que a vida é assim

    Fecho em vários corres certos
    E não acho um pra me notar
    Mas se eu fecho num errado
    Eu vejo vários pra cobrar

    Vários chegam pra falar
    Poucos pra somar, fato
    Os bico sujo das esquinas
    São as fofoqueiras do bairro

    Eles não entendem, que eu to correndo
    Que eu to trampando, não tô parado
    Naquela mente, não vê crescendo
    Vagabundando, sempre drogado

    "se só pensa nessa merda de rap"
    Vem me dizendo
    E a porra da faculdade
    Eu nem sei o que tá me fazendo

    18 Morando sozinho
    Trampando e pagando conta
    20 Anos na mão do destino
    E esse puto ainda me apronta

    Não vou trampar minha vida inteira
    Vendo o sistema tomar
    Os documentos que eu preciso
    É a rua que vai me dar.

    Eu não preciso de vocês...

    Sinto tudo ao meu redor
    E me caminho ao pódio
    O cheiro de pólvora na mente
    É consequência do meu ódio

    É tudo óbvio,
    O mundo faz tanto sentido agora
    Quanto a mãe que quer um filho
    Ou um pai que vai embora

    Aquela mesma história brasileira, só
    Simplória maneira, dó
    História rotineira, pó
    O que nos resta é o pó

    Baile e banquete de moda
    A traje fino de gala
    E baila nesse desfeche
    De roda parasitaria

    As maneiras são várias
    As histórias são hilárias
    As defesas primárias
    As quais defendem as contrárias
    Histórias de pescador
    Foi assim mesmo que ficou
    Porque ninguém se importou
    Tem diploma de doutor
    Deixa essas coisas secundárias

    Eles vivem reclamando
    Que nessa vida não têm nada
    Quando perdem de verdade
    Aí reclamam que perderam tudo

    Peço a deus todos os dias
    Por essa raça castigada
    Ou já aproveita e também de uma vez
    Acaba com esse mundo

    Já que essa porra tá toda fudida...

    Letra enviada por Rafael Valente
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Valente

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.