• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Ei, essa que é a difícil, e tio, vai já na sua mente entrar
    Então vai, vai... começa a respirar, fundo
    Com um do plow, áh, flow pra te mostrar
    A história que fica na memória pra você sempre se lembrar

    Que o bang é louco e, pá! só pra te atiçar
    Louco é pouco, e já me envolvi sem pensar

    E ela vem daquele jeitão que nois não vai aguentar, fi
    Ela mexe comigo e só me sinto bem
    Mesmo quando ela constar aqui

    Antes nem gostava tanto só que hoje já não sei como largar
    Só quero ela, só penso nela
    Se eu não tiver como que eu vou ficar? hã
    Sabe ser bela, pantera, na sua favela
    É onde eu sempre vou estar
    Pra te pegar naquela vontade
    Só que não ramela que a parte que eu gosto é a de usar

    Residente de quebrada, mora ali na rua da bica
    No baile a mais cobiçada, patrocina várias brigas
    Preferência dos vilão, causadora de instiga
    Te tenho hoje na mão, te quero pra toda a vida

    Sua puta branca vendida, me entreteu, me empolgou
    De longe a mais conhecida, se vendeu, quem pagou
    Me envolveu em várias fitas, me fudeu, me arrastou
    Hoje sofro na pele o desejo
    O libido fudido de quando pra mim se entregou, vou

    Ficar um pouco mais contente
    Então fica ciente que eu vou te catar
    Vem embalada já pra presente
    Envolvente na espera de quem for buscar
    Tempero pra todo cliente
    Que gosta do bom, gosta de degustar
    Só quis te experimentar... viciei. já não dá pra separar

    Não consigo me separar, nóis não para, dá um tempo
    Consigo nem mais falar
    Me deixa travado, até me mordendo
    Seu beijo achei que era doce, se fosse, tão bom que fosse
    Mas o amargo na garganta desce só me corroendo

    Adormece a minha boca, hã, se é muito louca, quero mais
    Nessas horas tanto faz
    Que só você que tem o veneno que me satisfaz
    Provei... seu veneno é demais
    Eu que me achava um maluco sagaz
    Hoje meço meus passos pra não ter espaço
    Você na minha vida eu tô bem, quero paz

    Com a... eu vou parar
    Eu sei que mano, eu sei que mata
    Por isso eu tenho que parar
    Nessas eu não posso desandar

    Ah, que delícia que é, que delícia que ela é
    Oh, que delícia que é, que delícia que ela é
    Mas, que delícia que é, que delícia que ela é
    Que delícia que é... delícia de mulher

    Ah, que delícia que é, que delícia que ela é
    Oh, que delícia que é, que delícia que ela é
    Mas, que delícia que é, que delícia que ela é
    Que delícia que é... delícia

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Valente

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.