Samba-Enredo 2006

Unidos de Vila Maria


Em minhas costas o Brasil carreguei, nas minhas rodas o país levantei... com o futuro eu sonhei

Em caravelas o francês aqui chegou
E sob os olhos da ambição
Nosso destino se traçou
O índio resistiu á opressão
O negro sucumbiu foi solução
Levaram a nossa riqueza
Plantando a cobiça em nosso chão
Uma nova era despertou, pro auxílio da navegação
Escravizando nos seus semelhantes
Os Bandeirantes desbravaram o sertão
Brilhou, um céu de encantos naturais
Ouro e Pedras preciosas das gerais
Usando a força do animal
O homem alcançou seu ideal

Carreiro ô, carreiro, o ouro negro trouxe a inovação
Fumaça no ar, veio a Revolução, a imaginação

A luz da liberdade clareou, reluziu a abolição
Atropelando as adversidades, eis que surge o caminhão
Cortando estradas, pra não deixar para esta nação
Mas a mão que incentivou
Hoje explora sem compaixão
Parabéns, és exemplo de grandeza
Distribuindo as riquezas deste meu país
O amanhã virá nos braços da tecnologia
Tal qual efeito de magia
Na velocidade da luz
Sinais de um novo tempo que seduz

Pegue carona nesta fantasia
É festa pro seu coração
Nesta avenida sou Vila Maria
Transportando emoção

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Unidos de Vila Maria no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS