• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Há um caminho de pedras e espinhos
    Há um caminho tortuoso de tormentas e transtornos
    De dor e desconsolos, difícil de seguir
    Há um horizonte frio, sombrio ao mesmo tempo árido e hostil
    Se firmando irreversível
    Sem solução a curto, médio, longo prazo
    Ou qualquer prazo previsível
    Não há solução pacifica, tecnologias especificas
    Capazes de salvar a Terra e as nações
    Da fome, da miséria, da guerra, e das convulsões
    Há um mundo de intrigas crescendo ao redor
    Mundo de ratos e cobras em briga
    Onde vence o pior
    Onde se vê a falsidade escondida em sorrisos
    Onde um dia se pensou ter encontrado amigos
    Há um mundo de intrigas e maldades evidentes
    Intrigas secretas entre as potencias sob a calma aparente
    Estratégias para abocanhar o mercado mundial
    Dominar a opinião publica
    Ou simplesmente eliminar o que dizem ser o mal
    Ou seja lá quem for que quiser se opor
    Falsos estados que concentram o poder e a riqueza em poucas mãos
    Falsos por não defender nem garantir direitos aos seus cidadãos
    Forjando guerras absurdas, desnecessárias
    Revoluções descartáveis, mercenárias
    Assim ruiu o sistema comunista, materialista e ateu
    Por não conhecer, não temer e nem se ater à lei de Deus
    Assim ruirá o capitalismo selvagem e toda iniqüidade
    Até que se chegue a verdade, ainda que seja tarde
    A estupidez de muitos não os deixa ver
    A ganância inútil por margens de lucro, por fatias no poder
    Não os deixa ver que todo mundo
    Pequeno e precioso mundo
    Está por se perder
    Não se verá sinais de paz, nem mais a mais fugaz das alegrias
    Não se verá jorrar o leite e o mel
    Na travessia destes dias de inquietude e insônia
    Apenas os tristes rios, tristes rios tardios da Babilônia
    Rios de lágrimas e sangue rolarão
    Quantos estiveram vivos, cedo se arrependerão
    Não terão visto que está vida é só um segundo
    Não valerá chorar a pena de um mundo
    Que é só um grão perdido na imensidão
    Há outras tantas paragens no universo
    Outras dimensões, realidades
    Mundos mais diversos
    Sois maiores e menores
    Planetas com tantas luas
    Uma, quatro, cinco, três ou até duas
    Imagens inimagináveis de esplendor
    Existem tantas moradas no reino do Senhor

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Tribo de Jah
    Playlists

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.