Tonico e Tinoco
Página inicial > Sertanejo > T > Tonico e Tinoco > Saracurinha Três Potes

Saracurinha Três Potes

Tonico e Tinoco


Saracurinha três pote
Bonita e boa serena
Cantora do meu sertão
Saudade feita de pena

É o relógio sertanejo
Quando a tarde vai morrendo
Despertar da madrugada
Quando o dia vem nascendo

Seu canto tem a mistura
Alegria e tristeza
A flauta que Deus lhe deu
Pelas mão da natureza

À tardinha ela canta
Junto a Ave-Maria
Ai, outra vez nos encanta
Quando vem rompendo o dia

Saracurinha três pote
Dueto concerto alado
Saudade feita de pena
Lembrança do meu passado

És a rainha do brejo
De coração e garganta
Um lírio da madrugada
A flor cheirosa que canta

És a rainha do brejo
De coração e garganta
O lírio da madruga
A flor cheirosa que canta

És a princesa das água
Provando quando ela voa
Pondo um pouco de alegria
Nas tristeza da lagoa

És a ternura da tarde
Quando a noite vem chegando
As lagartinha de fogo
Os pirilampo voando

À noite canta o curiango
João-corta-pau no cerrado
Pulando a beira da estrada
Cantando de lado a lado

És a manhã de orvaio
De sór mansinho beijada
Abrindo a boca ainda quente
Dos beijo da madrugada

Composição: Téo Azevedo, Cândido Canela

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS