Tonico e Tinoco

Recortando

Tonico e Tinoco

39 Anos: de Sul a Norte


Meu ranchinho beira chão
Falo com sinceridade
Eu não troco nem não vendo
Pruma casa da cidade

Este ranchinho modesto
Vive cheio de amizade
Moro com muié e fio
E a dona felicidade, ai, ai, ai

A avenida é uma picada
Luar é meu lampião
Indústria é minha lavoura
Riqueza do meu sertão

E a linda paisage
É minha televisão
Automove é meu cavalo
Que me leva na função, ai, ai, ai

Riqueza do meu sertão
Que me dá vida e sustento
Louvando Deus nas artura
Contemplando o firmamento

Soleira da minha porta
A cadeira onde eu sento
A viola me acompanha
As moda que eu mesmo invento, ai, ai, aí

Assim é que eu tô vivendo
No meu pedaço de chão
Ouvindo o cantar dos pássaro
Que me alegra o coração

Juntinho com a natureza
Cuidando da plantação
Sentindo o cheiro de terra
Da mata do meu sertão, ai, ai, ai

Composição: Tonico, Benedito Benini, Maltempo

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS