Tonico e Tinoco

Peão Vaqueiro

Tonico e Tinoco


Eu fui nascido no campo
Fui criado na emboscada
Eu nasci pra sê peão
Serviço que mais me agrada

Eu sô campero garboso
Só lidando com a boiada
Vivo no lombo de burro
No recanto das estrada

Tenho um pala rio-grandense
E um par de espora prateada
O meu chapéu mexicano
Da barbela pendurada

E um basto sorocabano
Tenho uma besta carçada
No cipó eu sô manero
Não desperdiço laçada

Moro no retiro grande
Bem no meio da invernada
No meu ranchinho asseado
Ali não me farta nada

Uma cabocla formosa
Minha muiê, minha amada
Nóis veve ali tão contente
No meio das passarada

Quando chega de tardinha
Dô uma vorta pra baixada
Pra apartá as vaca leiteira
E prendê a bizerrada

Acabando o meu serviço
Sorto o gado na invernada
Arreio a besta ruana
E vô fazê negociada

Eu vorto de Mato Grosso
Com mir cabeça arribada
Depois forgo no meu rancho
Pra minha viola estimada

Quando eu vô narguma festa
Já levo bem afinada
Pra tocar um pontiadinho
E cantar minhas toada
Deixo as menina chorando
E as cabocla apaixonada

Composição: Tonico

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS