Tonico e Tinoco

O Boiadeiro

Tonico e Tinoco


Vou rever o meu sertão
Pra matá minha saudade
Do meu tempo de peão
Relembrando a mocidade

O rodeio terminando
Pra sair de madrugada
O berrante repicando
O grito da peãozada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Vivo triste relembrando
Quando lá deixei meu bem
Minha mãe ficou chorando
Saí chorando também

Hoje longe, muito longe
Das campina e da boiada
Só berrante da saudade
Vive gritando na estrada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Fui vaqueiro destemido
No meu tempo de rapaz
O que eu fiz naquele tempo
Boiadeiro hoje não faz

Neste mundo tudo passa
Vai seguindo a mesma estrada
Só ponteiro da saudade
Sempre chamando a boiada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada
Vai, vai, vai boiadeiro
Levando a boiada

Composição: Celso Mendes, Tonico

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS