Tonico e Tinoco
Página inicial > Sertanejo > T > Tonico e Tinoco > Lágrimas do Céu

Lágrimas do Céu

Tonico e Tinoco


O paranaense chora
Vendo a mata destruída
Não tem flores, nem perfume
O sertão ficou sem vida

O lamento do roceiro
Vendo a lavoura perdida
Mandai chuva aqui na terra
Oh! Senhora Aparecida

Abalou de sul a norte
A nossa vida cansada
Chora triste o fazendeiro
Vendo morrer a boiada

Reclama o pobre roceiro
Ficou sem casa, sem nada
Morrendo sua esperança
Na cinza triste queimada

O fogo queimou meu rancho
Minha planta e criação
E morrendo meu fiinho
E queimou meu coração

Oh! meu Deus quanta desgraça
A queima do meu sertão
Do meu verde Paraná
O sorriso da nação

Oh! Senhor meu Jesus Cristo
Mandai vosso mensageiro
Pra salvar os inocente
E a vida do roceiro

Mandai chuva lá do céu
Pro nosso Brasil inteiro
Vem cobrir com o seu manto
Todo aqueles que morrero

Composição: Tonico, Tinoco, Palmeira

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS