Tonico e Tinoco

Coisas Nossas

Tonico e Tinoco


Eu sô um caboclo forgado
Criado na serrania
Eu não sô muito letrado
Dá pra minha serventia

Argum dinheiro guardado
Cavalo pra montaria
O meu cachorro ensinado
E as ceva pra pescaria

À tarde, fim da jornada
Cabocla me serve a janta
Levanto de madrugada
Na hora que o galo canta

Eu vô tratando a porcada
Aurora também levanta
Vejo a campina orvaiada
Vô cuidá da minha planta

Caboclo trabaiadô
Necessidade não passa
Rezo pra Nosso Sinhô
E já recebo uma graça

Dinheiro nunca farto
Pro meu negócio na praça
Sei disfarçá minha dô
Quando a saudade me abraça

Eu só vô no povoado
Ai, no fim de cada mês
Ansim mesmo eu paro pouco
Na venda que eu sô freguês

Eu tomo minha pinguinha
E pago a compra que eu fez
Alembro da caboclinha
Vorto pra roça outra vez

Não vô morar na cidade
Não é questão que eu não possa
Sou caboclo sem vaidade
Nasci pra vivê na roça

Eu tenho meu alazão
A cabocla na paioça
Eu gosto do meu sertão
E tudo que é coisa nossa

Composição: Craveiro, Nhô Moraes, Nhô Neco

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS