Tonico e Tinoco
Página inicial > Sertanejo > T > Tonico e Tinoco > A Cruz do Caminho

A Cruz do Caminho

Tonico e Tinoco

Nossas Primeiras Gravações


Declamando:
Puxe a cadeira seu moço,
Sente aqui um bocadinho,
Vô contá o que significa
Aquela cruiz do caminho.

Seu moço essa cruiz tá fincada,
Naquele pedaço de chão
Há tempo foi enterrado,
O Zico da Conceição.

Seu moço todas as história
Cuntece por causa do amor,
Mas esta é bem diferente
Num tem muiê não sinhô.

O Zico da Conceição
Cantadô i bão violero,
E tinha a vóis mais bunita
Fazia a gente chorá.

Cantado:
Um dia o pobre coitado,
Sentiu-se muito doente
Daí então desandô
A imagrecê de repente,
Assim ficô muito fraco
Já nem podia cantá
Saiu um dia de casa,
Foi o doutô percurá.

I tudo aqui sentiu farta,
Daquela tão linda vóiz,
Daquela moda bunita,
Que ele cantava prá nóis.

E o doutô disse prele,
Seu Zico da Conceição
Tenha pacência rapais,
Vancê tá ruim dos purmão.

O rapais veio simbora,
Tristonho sem esperança,
Parô naquele lugá,
Chorano qui nem criança,
Assim o pobre coitado,
Não resistiu tanta dor,
Rancô da sua garrucha,
E mermo ali se matô.
Com ele foi interrado,
Sua viola de pinho,
Aqui termina a história,
Daquela cruiz do caminho.

Composição: Anacleto Rosas/arlindo Pinto

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tonico e Tinoco no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS