• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    The Fence
    Somewhere in your wardrobe, I'd be willing to bet
    There's a t-shirt probably bearing the silhouette of Che Guevara

    He was revolutionary, yeah, he wore a cool hat
    But behind the design
    I think you might find it's not quite as simple as that

    Che was a bit of a homophobe, Che was a bit of a homophobe
    Che was a bit of a homophobe, Che was a bit of a homophobe

    This is my song in defence of the fence
    A little sing along, a anthem to ambivalence
    The more you know, the harder you will find it
    To make up your mind, it doesn't really matter if you find
    You can't see which grass is greener
    Chances are it's neither
    And either way it's easier
    To see the difference when you're sitting on the fence

    Somewhere in your house, I'd be willing to bet
    There's a picture of that grinning hippy from
    Tibet - the Dalai Llama

    He's a lovely, funny fella, he gets soundbites galore
    But let's not forget that back in
    Tibet, those funky monks used to dick the poor, yeah

    And the Buddhist line about future lives
    is the perfect way to stop the powerless rising up
    And he tells the poor they will live again
    but he's rich now so it's easy for him to say

    I'm taking the stand in defence of the fence
    I got a little band playing anthems to ambivalence
    We divide the world into terrorists and heroes
    Into normal folk and weirdos
    Into good people and pedos
    Into things that give you cancer
    And the things that cure cancer
    And the things that don't cause cancer
    but there's a chance they will cause cancer in the future
    We divide the world to stop us feeling frightened
    Into wrong and into right and
    Into black and into white and
    Into real men and fairies
    Into status quo and scary
    Yeah we want the world binary, binary
    But it's not that simple

    And your dog has a bigger carbon footprint
    than a four wheel drive
    Yeah your dog has a bigger carbon footprint
    than a four wheel drive
    Yeah your dog has a bigger carbon footprint
    than a four wheel drive
    And so does your baby, maybe you oughta trade him in for a
    Prius

    Rock!

    I'm taking the stand in defence of the fence
    I got a little band playing tributes to ambivalence
    We divide the world into liberals and gun-freaks
    Into atheists and fundies
    Into teetotalers and junkies
    Into chemical and natural
    Into fictional and factual
    Into science and supernatural
    But it's actually naturally not that white and black

    You'll be
    Dividing us into terrorists and heroes
    Into normal folk and weirdos
    Into good people and paedos
    Into things that give you cancer
    And the things that cure cancer
    And things that don't cause cancer, but there's a chance
    they will cause cancer in the future
    We divide the world to stop us feeling frightened
    Into wrong and into right and
    Into black and into white and
    Into real men and fairies
    Into parrots and caneries
    Yeah we want the world binary, binary 011101

    The more you know, the harder you will find it
    To make up your mind, it doesn't really matter if you find
    You can't see which grass is greener
    Chances are it's neither, and either way it's easier
    To see the difference Cause it's not that simple
    O Muro
    Em algum lugar no seu guarda-roupa, eu estaria disposto a apostar
    Que há uma camiseta, provavelmente com a silhueta de Che Guevara

    Ele foi revolucionário, sim, tinha um chapéu bem legal
    Mas por trás do design
    Acredito que vai descobrir que não é tão simples assim

    Che era meio homofóbico, Che era meio homofóbico
    Che era meio homofóbico, Che era meio homofóbico

    Essa é minha música em defesa do muro
    Uma canção para cantar junto, um hino à ambivalência
    Quanto mais você sabe, mais fica difícil
    De mudar de ideia, nem faz diferença você achar que não
    Não dá pra ver qual grama é mais verde
    Provavelmente nenhuma delas
    E de qualquer forma é mais fácil
    Ver a diferença, quando se está sobre o muro

    Em algum lugar em sua casa, eu estaria disposto a apostar
    há uma imagem de um hippie sorrindo do
    Tibet - o Dalai Lama

    Ele é um cara adorável e engraçado, é bastante citado
    Mas não vamos esquecer que no passado no
    Tibet, esses monges safados costumavam sacanear os pobres, yeah

    E a linha budista sobre vidas futuras
    é a maneira perfeita de impedir que os mais fracos melhorem de vida
    E ele diz que os pobres vão viver de novo
    mas ele é rico agora por isso é fácil para ele dizer

    Estou tocando em defesa do muro
    Eu tenho uma pequena banda tocando hinos à ambivalência
    Dividimos o mundo em terroristas e heróis
    Em pessoas normais e esquisitos
    em gente boa e pedófilos
    em coisas que lhe dão câncer
    E coisas que curam câncer
    E as coisas que não causam câncer
    mas há uma chance de que causem câncer no futuro
    Dividimos o mundo para parar de nos sentirmos assustados
    entre errado e correto
    Entre preto e branco e
    entre homens de verdade e fadas
    e status quo e assustador
    Sim, queremos um mundo binário, binário
    Mas não é tão simples assim

    E o seu cão tem uma pegada de carbono maior
    do que um veículo4
    É o seu cão tem uma pegada de carbono maior
    do que um veículo4
    É o seu cão tem uma pegada de carbono maior
    do que um veículo4
    E seu bebê também, talvez você deva trocá-lo por um
    Prius

    Rock!

    Estou tocando em defesa do muro
    Eu tenho uma pequena banda tocando homenagens a ambivalência
    Dividimos o mundo em liberais e viciados em armas
    Em ateus e Fundies
    Em abstêmios e drogados
    Entre químicos e naturais
    Em ficcional e factual
    em ciência e sobrenatural
    Mas na verdade não é tudo assim tão preto no branco

    Você vai
    nos dividir em terroristas e heróis
    Em pessoas normais e esquisitos
    em pessoas boas e pedófilos
    em coisas que lhe dão câncer
    E coisas que curam câncer
    E as coisas que não causam câncer, mas há uma chance
    que causem câncer no futuro
    Dividimos o mundo para parar de nos sentirmos assustados
    entre errado e correto
    Entre preto e branco e
    entre homens de verdade e fadas
    Em papagaios e canários
    Sim, nós queremos o mundo binário, binário 011101

    Quanto mais você sabe, mais fica difícil
    De mudar de ideia, nem faz diferença você achar que não
    Não dá pra ver qual grama é mais verde
    As chances são de que nenhuma das duas são, e de qualquer forma é mais fácil
    ver a diferença, porque não é tão simples assim


    Aviso

    Esta tradução ainda não está completamente revisada pelos fãs e equipe do Vagalume. Colabore conosco enviando uma correção completa »


    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Tim Minchin

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.