• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    I Want The One I Can't Have
    On the day that your mentality
    Decides to try to catch up with your biology
    Come round
    'Cause I want the one I can't have
    And it's driving me mad
    It's all over, all over, all over my face

    On the day that your mentality
    Catches up with your biology
    I want the one I can't have
    And it's driving me mad
    It's all over, all over, all over my face

    A double bed
    And a stalwart lover for sure
    These are the riches of the poor
    A double bed
    And a stalwart lover for sure
    These are the riches of the poor

    And I want the one I can't have
    And it's driving me mad
    It's all over, all over my face

    A tough kid who sometimes swallows nails
    Raised on Prisoner's Aid
    He killed a policeman when he was
    Thirteen
    And somehow that really impresse me
    And it's written all over my face

    Oh, these are the riches of the poor
    These are the riches of the poor

    I want the one I can't have
    And it's driving me mad
    It's written all over my face

    On the day that your mentality
    Catches up with your biology
    And if you ever need self-validation
    Just meet me in the alley by the
    Railway station
    It's all over my face
    Oh
    Eu Quero Quem Não Posso Ter
    No dia em que sua mentalidade
    Decidir tentar alcançar sua biologia
    Caia em si
    Porque eu quero quem não posso ter
    E isso me levando a loucura
    Está estampado sobre toda, toda minha cara

    No dia em que sua mentalidade
    Alcançar sua biologia
    Eu quero quem não posso ter
    E isso me levando a loucura
    Está estampado sobre toda, toda minha cara

    Uma cama de casal
    E um amante robusto de verdade
    Essas são as riquezas dos pobres
    Uma cama de casal
    E um amante robusto de verdade
    Essas são as riquezas dos pobres

    E eu quero quem não posso ter
    E isso me levando a loucura
    Está estampado na minha cara

    Um menino durão que às vezes engolia pregos
    Criado num reformatório
    Ele matou um policial quando tinha
    treze anos
    E de algum modo isso me impressionou
    Está escrito sobre a minha cara

    Oh essas são as riquezas dos pobres
    Essas são as riquezas dos pobres

    Eu quero quem não posso ter
    E isso me levando a loucura
    Está escrito na minha cara

    No dia em que sua mentalidade
    Alcançar sua biologia
    E se você alguma vez precisar de auto-afirmação
    Basta me encontre no beco ao lado da
    estação de trem
    Está escrito na minha cara
    Oh




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de The Smiths

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.