Página inicial > Rap > T > Thaíde > Profissão Mc

Profissão Mc

Thaíde


Década de 80. Foi muito bom. Voltado direto com a
música e o break de chão. Comecei assim. Panteras
Negras, Dragon Breakers e finalmente Back Spin. Eu e
o Hélio treinávamos lá no Primavera. Nos finais de
semana, no parque Ibirapuera. O que.G. era casa do
Mário, grande irmão. Família toda apoiava. Todo mundo
sangue bom. Humildade, coragem e respeito. Um grande
aprendizado. Não sabia nem falar direito. Mas aprendi.
Por isso estou aqui dominando o microfone. Pra você se
divertir os mano cresce os zóio e as meninas pagam um
pau. Comédia que tava passando... Bem, agora tá
passando mal. De ver tanto moinho de vento, giro de
cabeça e pra lembrar a capoeira o b boy dá o mortal. O
tempo passa, não embaça, ultrapassa. Nesse exato
momento muita idéia já virou fumaça. Enquanto isso,
vou continuando por aqui. Profissão MC. O DJ nas
quadradas. É assim!

Refrão(4 Vezes)
È assim! Sempre foi assim! Pra falar de Hip Hop tem
que ter muito respeito, enfim.

O dia tá bem loco. O sol rachando o coco. Tô a pampa.
Na cena. Sossegado de pipoco. Suando a camisa
encharcada de adrenalina. Loucura intensa. Você nem
imagina. As mina tão no break. Os cara já tão vindo.
Dominam a pista, enquanto microfone eu domino. Gira
pra lá e pra cá, no boogie ele vai quebrar.
Vamoquevamoqueosomnãopodeparar. Verdade Bambaata nos
mostrou que é responsabilidade. Viver com dignidade.
Zulu, paz, união, diversão para todos. Zona Leste,
Oeste, Região Central, Sul. Agitam os sprays,
grafiteiros que são reis na arte de colorir essa
cidade embaçada. Beatbox rola solto. Hipnotiza o povo.
Numa batalha de MC improvisada. Idéia vai idéia vem,
idéia fica também. Principalmente se for idéia do bem.
Enquanto isso, vou continuando por aqui. O DJ nas
quadradas. Profissão MC.


Refrão(4 vezes)

O tempo passa, a coisa mais embaça. O amor diminui,
aumenta a farsa. A desgraça. Juntos, porém, separados.
Vai vendo só. Assim anda os quatro elementos, amor,
respeito, atitude e negritude. Esperanças que as
coisas mudem. Palavras fora de moda. Ligue o rádio
sangue jorra é mãe que chora. Vive pela ostentação.
Quer dinheiro, casa, fama, mulher, carrão. 1, 2. 1, 2.
Pra cair na tentação. O rap te ensina como morrer ou ir
pra prisão. Esquece o livro entorna vinho ou cerveja.
Respeito, infelizmente, se enrola na ceda. Dou mais
valor àqueles que descansam em paz. O rap é linha de
frente só anda pra traz. Eu tenho 30 de idade. De rap
18. Quem chega hoje acha que é pouco. Respeito mútuo
sempre conquisto. Fazer o melhor pra melhorar é
compromisso. Ai, Jão! Vou ficando por aqui. DJ Dri,
Som d´drão. Profissão MC.

Isso aprendi com o verdadeiro rap. Vê se me respeita,
moleque.

Compositor: Thaide/gta

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Thaíde no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS