Página inicial > Rap > T > Terceira Safra > Observando o Caos

Observando o Caos

Terceira Safra


Ainda vejo as havaiana e os prego,
As favela e os flagelo condicional
Juizo final, olha pros buteco tio
A cura da deprê dentro dos barril
Os preto fosco no contraste do azul anil
O clichê da vida real
O preço pago no michê, amor por real
A tal, ordem e progresso no papel machê
Bbb te acomodando, ainda penso como chê guevara
A vida me treinou pra ser osâma

Eu sem bem quem trama, eu sei o que é drama
Nasci na lama, sou a voz de quem chora
Ô vingador, vamo pra guerra agora!
Enquanto verme se ocupa com as vadia
Nasce na favela vários carlos abadia
Demagogia dos pm vadio
Encorporando hitler nos terreno baldio
Noturno, poe na rua viatura
Cuturno, compra voto de amasul no primeiro turno
Tacar no jato sabotado, vendetta
Achar carbonizado só achar a caixa preta

Vai! agora reza, dita o alcorão
Pede perdão pra Deus por cada preto nos porão.
Vai toma champanhe com elvis tio
Vai pagar por cada pelvis infantil
Que topou, jogou pela favela
Hit androgenado pop
Dá ilusão que só ia se parasse as glock
Enquanto, bebê for vendido pra quitar conta
A favela vai ter, armamento de ponta
Estraviado da fabi os traçante no céu
Tranformando algo de vibe em from hell
Agora canta rebolation, rebola no créu!
Vai ser, tarde pra me ouvir no mausoléu

Eu vejo a vida como um janela
Que vários pula sem pensa na sequela
Rodando a vida como um novela eu tô...
Obeservando os caos! (2x)

Denominada por favela!
Mais que real, essa visão
Vitória de preto é outro preto indo pro caixão
Direção, pedrada no espelho, só me sobram cacos
Estilhaços te cortam de mira se eu for um fraco.
Paraiso cinza eu amo e odeio onde eu vivo,
Vira-latas vivem a cruzar com cadelas no cio.
Relações, anestesia de falsa morfina
Ser adulto emancipa quando criança não brinca
O caos na ledi conforma suor de 32 mêses

Falso partido de esquerda não trinda os seus interesses
Não vale os vinte de empresa com os dedo multilado
E se humilhar no nss pra poder ser um aponsentado.
Paz, aqui no inferno não é levado a sério
Traz suicídio moderno, orgasmo sem ter critério
Viver pouco como rei né?!
Porque os zé se sente bem virando quantos copo ele puder!
A depressão, lei do gueto, feita pelo opressor

Paga as puta luxuosa ao desembargador.
Favela tem seu valor, merece mais que respeito,
Não a gratidão por dó, em limpar seu banheiro.
Exemplo aqui, é frustração dentro de casa
Se o crime da um din, faz os demônio criar asa.
Dinheiro onesto, poe os carater na bandeja
Garagem em casa, se faz buteco ou faz igreja.
Porra, só vida em risco na brisa de um fardado

Corra, anjo negro na rua não agrada o diabo
Olha o caos aqui, no suicídio lento
O respeito dos moleque pelo velho detento.
Distruição programada vira show sem ingresso
Deputado faz piada com a desordem e regresso.
Desinteresse é regra, joga seu voto no lixo
Mais não se espante com o caos, que o resultado é só isso!

Eu vejo a vida como um janela
Que vários pula sem pensa na sequela
Rodando a vida como um novela eu tô...
Obeservando os caos! (3x)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Terceira Safra no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS