Página inicial > Regional > T > Teixeirinha > Filha de Gente Valente

Filha de Gente Valente

Teixeirinha


Estou de namoro
Com uma prendinha
De raça valente
Que é barbaridade
Seus pais seus irmãos
Seus tios também disseram
Que eu largue de mão
Que ela tem pouca idade

Ta certo que ela é nova
Tem dezesseis anos
Mas os pais querendo
O juíz dá licença
Caso direitinho
Com todo o respeito
Ela vai se criar
Lá na minha querência

Refrão
Ai morena
Não deves mais chorar
Onde tem gente valente
É que eu gosto de chegar

Recebi tua carta
Respondendo a minha
Contando as saudades
Que sentes de mim
O mesmo eu sinto
Prendinha querida
Mais cedo ou mais tarde
A tristeza tem fim

Teu corpo bem feito
Teu rosto de rosa
Nasceram prá mim
E ninguém põe a mão
Te trago comigo
De um jeito ou de outro
Na paz ou na briga
Na bala ou facão

Refrão
Ai morena
Não deves mais chorar
Onde tem gente valente
É que eu gosto de chegar

E assim minha gente
Tudo aconteceu
Montei no meu zaino
Certa madrugada
Num pé de figueira
Nos fundos da casa
Pulou na garupa
Minha namorada

Dois quarenta e quatro
Levei na cintura
Disposto a enfrentar
Qualquer tempo feio
Mas não foi preciso
Dei graças a deus
Com os pais de quem amo
Prá que tiroteio

Refrão
Ai morena
O amor não tem fronteira
Filha de gente valente
Não pode morrer solteira.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Teixeirinha no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS