• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Trabalho a semana inteira numa changa que arrumei
    Pra depois gastar na farra tudo que eu arrecadei
    Mas pouco importa, como gasto eu sou feliz
    Se na semana que vem, faço de novo o que eu fiz.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Não chora minha china véia, não chora
    Me desculpe, se eu te esfolei com as minhas esporas
    Não chora minha china véia, não chora
    Encosta a tua cabeça no meu ombro
    E este bagual véio te consola.

    Fui criado meio xucro e não sei fazer carinho
    Se acordar de pé trocado eu taco fogo no ninho
    Eu já fiz chover três dias só pra apagar o teu rastro
    E se a china for embora, eu faço voltar à laço.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Não chora minha china véia, não chora
    Me desculpe, se eu te esfolei com as minhas esporas
    Não chora minha china véia, não chora
    Encosta tua cabeça no meu ombro
    E este bagual véio te consola.

    Fui criado meio xucro e não sei fazer carinho
    Se acordar de pé trocado eu taco fogo no ninho
    Eu já fiz chover três dias só pra apagar o teu rastro
    E se a china for embora, eu faço voltar a laço.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Sou meio louco, bagaceira, bebo um pouco
    Ninguém vai me segurar
    Não quero trago de graça, se bobear eu quebro a tasca
    E faço chinedo chorar.

    Não chora minha china véia, não chora
    Me desculpe, se eu te esfolei com as minhas esporas
    Não chora minha china véia, não chora
    Encosta tua cabeça no meu ombro
    E este bagual véio te consola

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Tchê Barbaridade

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.