Página inicial > Rap > T > Tássia Reis > Afrontamento

Afrontamento

Tássia Reis


Quer saber o que me incomoda, sincero
É ver que pra noiz a chance nunca sai do zero
Que se eu me destacar é pura sorte jão
Se eu fugir da pobreza
Eu não escapo da depressão
Um quadro triste e realista
Na sociedade machista
As oportunidades são racistas
São dois pontos a menos pra mim
É difícil jogar quando as regras
Servem pra decretar o meu fim
Arrastam minha cara no asfalto
Abusam, humilham, tiram a gente de louco
Me matam todo dia mais um pouco
A cada claudia morta, a cada alan morto
Se não bastasse essa injustiça e toda dor
Transformam adolescentes em um
Filho da puta de um mal feitor
É complicado essa anedota, não acha?
Mas hoje ouvirão verdades vinda dessa racha
No rap, ego inflado, os cara se acha
Mas ninguém se encontra e geral arrasta
À margem de tudo a gente marcha
Pra manter-se vivo respirando nessa caixa
Eu quero mais, eu vou no desdobramento
Nem que pra isso eu tenha que
Formar um movimento
Agora é a preta no comando, no empoderamento
E eu vim logo de bando, vai vendo
Com o afro alaranjado, chegando no talento
Gritando mãos ao alto
E atirando argumento, pow!
Da zona de conforto pra zona de confronto
Vai vendo
Sumemo, me chame de afrontamento!

Letra enviada por dóll

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Tássia Reis no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS