• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Mushroom Cult
    Kaleidoscope of love
    Ophidians dance as the shifting occurs
    We are stars and electric animals
    Nurtured by the mothers of prostitutes!

    Floating in a Mushroom Universe
    Swimming in a sea of Cyclostomes
    And as we surface into the Tide
    You open up and I come inside!

    I must be in Limbo
    Cause Purgatory's always
    Felt just like home!

    And as the world spins 'round and round
    We fornicate upon the cotton clouds
    That rain down sulfur smiles
    Upon the children at play
    In the poppy fields

    Sinking for what seems like Forever
    Like Atlantis into the Sea
    To forget the shore and wash away
    Wash away my memory

    I must be in Limbo
    Cause Purgatory's always
    Felt just like home!

    Inside the moon
    Lives the High Priest
    Of the Mushroom Cult!

    Upon the Altar
    Are the ashes
    Of the Pharisees!

    I've sold my soul
    Sold my soul
    Soul my soul away
    I'm free of guilt
    Free of sin
    Free of everything!

    Inside the moon
    Lives the High Priest
    Of the Mushroom Cult!

    Upon the Altar
    Are the ashes
    Of the Pharisees!

    I've sold my soul
    Sold my soul
    Soul my soul away
    I'm free of guilt
    Free of sin
    Free of everything!
    Culto ao cogumelo
    Caleidoscópio de amor
    Ofídios dançam enquanto ocorre o deslocamento
    Nós somos as estrelas e os animais elétricos
    Nutridos pelas mães de prostitutas!

    Flutuando em um universo de Cogumelo
    Nadando em um mar de ciclóstomos
    E enquanto chegamos a superfície da maré
    Você se abreu vou para dentro!

    Eu devo estar no limbo
    Porque o Purgatório sempre
    Parece um lar!

    E enquanto o mundo gira e gira
    Nós fornicamos em cima das nuvens de algodão
    A chuva derruba sorrisos de enxofre
    Nas crianças que brincam
    Nos campos de papoula

    Afundando no que parece ser eterno
    Como Atlântida no mar
    Esquecer a praia e lavar
    Lavar a minha memória

    Eu devo estar no limbo
    Porque o Purgatório sempre
    Parece um lar!

    Dentro da lua
    Vive o Sumo Sacerdote
    Do culto ao cogumelo!

    Sobre o altar
    Estão as cinzas
    Dos fariseus!

    Eu vendi minha alma
    Vendi a minha alma
    Alma minha alma embora
    Eu estou livre de culpa
    Livre do pecado
    Livre de tudo!

    Dentro da lua
    Vive o Sumo Sacerdote
    Do culto ao cogumelo!

    Sobre o altar
    Estão as cinzas
    Dos fariseus!

    Eu vendi minha alma
    Vendi a minha alma
    Alma minha alma embora
    Eu estou livre de culpa
    Livre do pecado
    Livre de tudo!




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de System of a Down
    Escute Também

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.