• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Friik
    What’s my problem?
    Here’s my problem...
    My problem is that I’m too visual to be blind,
    Too audiological to be deaf,
    Too ideological to be in peace,
    Too compassionate to be in war,
    Too crazy to be sane,
    Too sane to be lazy,
    Too emotional to be YOU!!!

    If I could only stop my head from going into constant
    infection,
    Then maybe I could swim back to my own version of consistent
    sanity.
    Angelic demons, liquid dreams, transparent mountains, of our own
    reality.

    Burning oceans, melting faces, melting faces, why?

    If I could only stop my head from going into constant
    infection,
    Then maybe I could swim back into my own version of consistent
    sanity.
    Angelic demons, liquid dreams, transparent mountains, of our own
    reality.

    Burning oceans, melting faces, melting faces, why?
    Lying pictures, screaming metal, in my control...

    Amnesia, hysteria, insomnia, constant canutations until you’re
    in the hospital and you’re
    fucking DEAD!!!

    Burning oceans, melting faces, melting faces, why?
    LYING PICTURES! SCREAMING METAL! In my control...
    Baby, my mind’s got it all in control,
    Maybe I’m not in control...
    Friik
    Qual é meu problema?
    Esse é meu problema...
    Meu problema é que eu vejo bem para ser cego,
    Escuto demais para ser surdo,
    Muito ideológico para estar em paz,
    Muito compassivo para estar na guerra,
    Muito louco para estar são,
    Muito são para estar preguiçoso,
    Muito emocional para ser você!!!

    Se eu pudesse parar só minha cabeça de entrar em constante
    infecção,
    Então talvez eu poderia nadar atrás a minha própria versão de consistente
    sanidade.
    Demônios angelicais, sonhos líquidos, montanhas transparentes, de nossa própria
    realidade.

    Oceanos ardentes, derretendo faces, derretendo faces, por que?

    Se eu pudesse parar só minha cabeça de entrar em constante
    infecção,
    Então talvez eu poderia nadar atrás em minha própria versão de consistente
    sanidade.
    Demônios angelicais, sonhos líquidos, montanhas transparentes, de nossa própria
    realidade.

    Oceanos ardentes, derretendo faces, derretendo faces, por que?
    Quadros mentirosos, gritando metal, em meu controle...

    Amnésia, histeria, insônia, canutações constantes até que você entre
    no hospital e vire um morto fudido!

    Oceanos ardentes, derretendo faces, derretendo faces, por que?
    Quadros mentirosos! Gritando Metal! Em meu controle...
    Mime, minha mente adquiriu tudo em controle,
    Talvez eu não estou em controle...




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de System of a Down
    Escute Também

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.