Velho Retrato

Sulino e Marrueiro


Quando sozinho fico em meu quarto
Chorando minha cruel solidĂŁo
Vendo o retrato de nosso noivado
Lembro-me o dia da nossa uniĂŁo
Que aos pés de Deus unimos
Pra sempre as nossas vidas num só coração
No pensamento eu vejo a igreja
E nĂłs dois juntos em frente do altar
Vejo seus lĂĄbios sorrindo
Jurar-me somente a morte nos faz separar
Talvez que Deus tenha ouvido
Suas juras e a levou para longe de mim
SĂł deixou nosso velho retrato
Para acalmar nossa dor sem fim

Se Deus ao menos tivesse deixado
Nosso filhinho para os dias meus
Talvez que fosse menor meu tormento
Mas ele também contigo morreu
Igual a ave que morre no ninho
Sem conhecer quem a vida lhe deu
Hoje sozinho nas noites tĂŁo longas
Que a chuva fria no telhado cai
Olho a chorar nosso velho retrato
Sei que em meus braços não voltas jamais
VocĂȘ ainda a sorrir continua
Como naquele momento de amor
Até parece dizer que me espera
Para unirmos aos pés do senhor

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS