Página inicial > Sertanejo > S > Sulino e Marrueiro > Rescisão de Contrato

Rescisão de Contrato

Sulino e Marrueiro


Quem és tu para fazer-me de idiota
Me obrigando a ajoelhar-me a teus pés
Quem na vida já sofreu tantas derrotas
Não importa em sofrer mais um revés

No passado o que apenas eu maldigo
Foi ter unido o meu nome junto ao teu
Porque o destino ofertou-me por castigo
Uma mulher mais errante do que eu

Nunca mais tu terás o meu carinho
Porque o mundo me ensinou ser sempre homem
Embora sei que fui errado em meu caminho
E por vingança tu manchaste o meu nome

O meu destino teve as ruas como prêmio
Me negou o santo nome de esposa
Porque eu nasci com a alma de boêmio
E tu nasceste com o dom de mariposa

De hoje em diante somos livres do contrato
Regressaremos cada qual para o seu posto
Muito embora se confirmem os boatos
Que a vergonha não existe em nosso rosto

Sem lar na vida hás de controlar teu gênio
Pagando caro pelo erro praticado
Porque o homem mesmo sendo um boêmio
É sempre homem e tem que ser respeitado

Compositor: Benedito Seviero/Sulino

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS