PĂĄgina inicial > Sertanejo > S > Sulino e Marrueiro > O Milagre Do Retrato

O Milagre Do Retrato

Sulino e Marrueiro


Meu pai morava comigo
Quando nasceu meu filhinho
Ele ficou tĂŁo contente
Por ter aquele netinho
Foi ele quem ensinou
A dar os primeiros passinhos
O menino foi crescendo
Com tanto amor no velhinho
E somente ele dormia ai ai
No colo do vovozinho

Mas quando ele fez dois anos
Meu velho pai faleceu
O menino sentiu tanto
Que também adoeceu
Com a tal paralisia
Certo dia amanheceu
NĂŁo podia mais andar
Suas pernas enfraqueceu
Deitado em sua caminha ai ai
Chamava pelo avĂŽ seu

Foi ai que eu alembrei
De uma fotografia
Peguei e dei pro menino
Pra ver se ele se entretia
Quando ele viu o retrato
Até chorou de alegria
Apertando sobre o peito
Estas palavras dizia
Meu querido vovozinho ai ai
A quanto tempo eu nĂŁo via

Com toda sua inocĂȘncia
Falava com a fotografia
Volta de novo comigo
Meu querido vovozinho
Depois que o senhor foi embora
Eu fiquei aleijadinho
É triste meu sofrimento
Eu nĂŁo sei andar sozinho
Volte de novo comigo ai ai
Pra guiar os meus passinhos

E naquele mesmo instante
Meu filho se levantou
Com o retrato na mĂŁo
Pelo quarto ele andou
Naquela fotografia
Duas lĂĄgrimas brotou
Ainda depois de morto
Meu querido pai chorou
Mas graças a um milagre ai ai
O meu filhinho sarou

Compositor: Sulino/Paulo Calandro

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS