Nora Perversa

Sulino e Marrueiro


Tá fazendo poucos dias
Essa história eu vi contar
Uma velhinha viúva
Por não ter onde morar
Para não viver sozinha
Resolveu ir procurar
A casa de um filho seu
Para poder se abrigar

Seu filho era casado
E tinha bom coração
Era pai de um garotinho
Por quem tinha adoração
Pra velhinha aquele neto
Era a sua distração
E o netinho pela avó
Também tinha estimação

A vovó e o netinho
Um do outro não largava
Mas a nora por ser ruim
Da velhinha não gostava
E vendo que seu filhinho
Da vovó não separava
O ódio por sua sogra
Cada vez mais aumentava

Esta nora tão perversa
Já andava decidida
Em dar fim na sua sogra
Mas não achava saída
Um dia teve uma ideia
Que ela achou preferida
Pra matar a pobre velha
Pois veneno na comida

Quando a velha foi comer
O netinho apareceu
E como era de costume
Primeiro ela lhe deu
Esta nora tão perversa
O castigo recebeu
Em vez de matar a sogra
Foi seu filho quem morreu

Compositor: Sulino/Moacyr Dos Santos

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS