Mané Tibiriçá

Sulino e Marrueiro


Há coisa de muito tempo pra vocês eu vou contar
Certa vez um camponês Cortou um pau de cambará
Fez a imagem de um Judá Muito feio sem iguá
Pra espantar os passarinhos Pois o Judá no arrozá
Seu filho de oito anos Que gostava de brincar
Pois o apelido no Judá De Mané Tibiriçá

Mas um dia deu enchente E levou o Judá de lá
Foi rodando rio abaixo Muito longe foi parar
E depois de muito tempo Os pescador foi encontrar
O Judá numa lagoa Na beira de um capinzá
Pensaram que era um santo Perto daquele lugar
Construíram uma capela E pôs o Judá no altar

E a notícia do Santo Fez o povo alvoroçar
Começou vir romaria Na capela pra rezar
E o Judá fez milagre Fez muita gente sarar
Cego viu a luz do dia Aleijado tornou andar
E o filho do camponês Veja só o que foi se dá
Ficou mudo de repente Não podia mais falar

Seu pai fez uma promessa Prometeu e foi levar
O menino na capela Pediu pro Santo Curar
Chegaram lá na capela O menino pegou caçoar
Vocês são ignorante E ainda querem me enganar
Essa cara eu já conheço Eu aqui vim pra contar
Esse Santo não é Santo É o Mané Tibiriçá

Compositor: Biá/Roque José de Almeida/Moreno

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS