Página inicial > Sertanejo > S > Sulino e Marrueiro > Jorgina (Georgina)

Jorgina (Georgina)

Sulino e Marrueiro


Negociando com um fazendeiro
Eu vendi minhas vaca turina
E comprei um bão carro de luxo
Sei que fiz um negócio da China

Eu comprei já de prevenção
Pra roubar a mineira Jorgina
O pai dela é um mineiro orgulhoso
E por isso nós dois não combina

Eu mandei enchê bem o tanque
E parti pro estado de Minas
Eu saí com o pé na gasolina
E a mão na buzina cortando neblina

Chegando naquela cidade
Encostei meu carro na oficina
E mandei calibrar os pneu
E também examinar a buzina

Nas quatro porta do carro
Eu mandei colocar cortina
Essa dona é muito delicada
Em seu corpo só tem joia fina

Eu nunca roubei uma moça
Mas o amor da gente ensina
Encostei o meu carro na esquina
Roubei a Jorgina e saí na surdina

Nós saimo cortando os ataio
O meu carro novo não patina
Já estava em noventa por hora
Mas eu ia carcando a buzina

Fui deixando o estado mineiro
E os rios de águas cristalina
Nós saimo pro mundo rodando
Duas almas que se destina

Mas o sono pegô nós na estrada
Adormeceu minha linda menina
Encostei o carro nas campina
Baixei as cortina e posei com a Jorgina

O pai dela é um mineiro valente
Pra fazer as coisa não imagina
Reuniu sua peonada
Trouxe peão até de Adamantina

Ele fica sempre de tocaia
Esperando naquelas colina
Se nós dois encontrar pela estrada
Vai ficar bem feia a rotina

Bem embora ele seja meu sogro
Mas eu toco meu carro por cima
Não respeito sua carabina
Somente a Jorgina é quem me domina

Compositor: Teddy Vieira, Sulino, Moacyr dos Santos

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS