Garça Branca

Sulino e Marrueiro


Avistei a garça branca
Na hora do escurecê
Batendo asas serena
Nas margens do rio Tietê

Quem me dera se eu pudesse
Partir junto com você
Pra buscar o meu benzinho
Que tanto me faz sofrê

A garça branca sumiu
E nunca mais ela voltou
Alembro do meu benzinho
Na hora que me deixou

Foi um dia muito triste
Passarada não cantou
Saudade, muita saudade
Neste meu peito ficou

Fosse coisa que eu pudesse
Também queria voar
Pra ir com a garça branca
Onde meu bem está

Mas não tenho esse poder
Preciso me conformar
Sozinho eu vou vivendo
Esperando ela voltar

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS