Duas Rosas

Sulino e Marrueiro

Seus Grandes Sucessos


Entreguei minha boiada
Gado de corte e gado leiteiro
Depois de entregar o gado
Eu dispensei os meus companheiros
Preciso ficar para trĂĄs
VocĂȘs podem voltar primeiro
Nesta cidade de Minas
Eu vou fazer o meu paradeiro
A noite vou numa festa
Me divertir neste chĂŁo mineiro ai, ai

A noite eu fui na festa
Vi uma mineira muito mimosa
Menina muito bonita
Que parecia um botĂŁo de rosa
Eu fui conversar com ela
SĂł fui dizendo frases amorosas
Além dela ser bonita
E delicada e boa de prosa
Passeando ao lado dela
Passei uma noite bem deliciosa ai, ai

O leiloeiro da festa
Me fez surpresa de dar calor
PĂŽs uma prenda em leilĂŁo
Que parecia nĂŁo ter valor
Uma rosa perfumada
Muito bonita na sua cor
A mineira olhava a prenda
E suspirava cheia de amor
Eu olhava na mineira
Do jeito que ela olhava na flor ai, ai

A flor que estava em leilĂŁo
Por todas moças era cobiçada
E os moços queria a prenda
Pra presentear sua namorada
Pra presentear a mineira
Eu entrei firme nesta jogada
Enquanto eu tiver dinheiro
Ninguém me tira dessa parada
Se for preciso eu gasto
Todo dinheiro da minha boiada ai, ai

Rapaziada dava o lance
Eu respondia sempre dobrado
Mineira batia palma
Toda feliz ali do meu lado
Rematei a flor pra ela
O que eu gastei foi bem empregado
Mineira ficou com a flor
Mas eu voltei muito apaixonado
SĂł nĂŁo trouxe ela comigo
Porque jĂĄ sou um homem casado ai, ai

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS