Deixa Disso

Sulino e Marrueiro


Vi uma briga formada
Na frente de um cortiço
Uma turma armada de faca
De sarrafo e pau roliço
Outro armado de foice
Barra de ferro maciço
Quando foi dali a pouco
Eu vi o fim do enguiço
Porque logo entrou na briga
A turma do deixa disso

A pinga quando é gostosa
Não pode é cair no piso
Muitas coisas acontece
Somente por causa disso
Se eu não apartá uma briga
Artista eu não atiço
Eu garanto que a polícia
Teria menos serviço
Se todo mundo entrasse
Pra turma do deixa disso

Lá na casa de uma noiva
Presenciei um rebuliço
O noivo pra não casá
E se livrar do compromisso
Falou pro futuro sogro
Tava fazendo feitiço
O véio puxou da cinta
Um para-belo suíço
Quem sarvou o embrulhão
Foi a turma do deixa disso

Eu nasci pra ser violeiro
E me orgulho deste ofício
Se as mulheres me cobiça
Não tenho nada com isso
Muié boa me deu bola
Juro que eu não desperdiço
Se eu encontrá com os marido
Das mulheres que eu cobiço
Peço a Deus que apareça
A turma do deixa disso

Compositor: Sulino, Moacyr dos Santos

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS