Página inicial > Sertanejo > S > Sulino e Marrueiro > Caboclo Do Pé Quente

Caboclo Do Pé Quente

Sulino e Marrueiro


Eu nasci na primavera
a estação de mais beleza
minha estrela é igual ao sol
que dá brilho a natureza
tudo o que eu quero eu consigo
a sorte é a minha defesa
todas modas que eu faço é sucesso na certeza

viola que eu ponho a mão
pode ver não desafina
casamento que eu assisto
o casal não descombina
em todo o lugar que eu chego
sou querido das meninas
quando eu quero fazer moda
minha estrela me ilumina

no dia que eu vou no campo
meu time joga certinho
se eu entro num carteado
eu ganho sempre sozinho
o carro que eu viajo
não encrenca no caminho
engordo o porco sem milho
e da dois palmo de toicinho

nas festas que eu ponho o pé
não tem rolo e não tem briga
no lugar que eu pranto roça
pode ver não da formiga
milho da minha lavoura
cada pé da cinco espiga
de ver a sorte que eu tenho
invejoso se intriga

todo o negócio que eu faço
pode ver que vai pra frente
já fizeram mil e uma
pra dar um tombo na gente
mas quem tem o santo forte
vive sempre independente
vou dizer pra quem não sabe
sou caboclo do pé quente

Compositor: Sulino/Moacyr Dos Santos

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS