Batalha Vencida

Sulino e Marrueiro


Tudo passa nesta vida
Fica somente a lembrança
Termina tão de repente
Nosso sonho de criança

O tempo vai se passando
É mais um ano que avança
Porém tudo que sonhamos
Poucas vezes alcançamos
Vivemos só de esperança

Vai chegando a mocidade
Quanta esperança morta
A tristeza e o desengano
Vem bater em nossa porta

Tudo passou tão depressa
Tempo feliz que não volta
Muitas vezes transtornado
Analisando o passado
O coração se revolta

Assim vai nossa existência
Uns sorrindo, outros chorando
Outros para não chorar
Passam a vida cantando

Vai findando a mocidade
A velhice vem chegando
Mesmo que a gente não queira
Nesta vida passageira
Tudo vai se transformando

Passamos a vida inteira
Lutando para subir
No auge de nossa vida
Não podendo prosseguir

Vencidos pelo destino
Mas sem querer desistir
Tem que conformar com a sorte
Porque na hora da morte
Todos terão que cair

Feliz de quem conseguiu
Uma existência florida
Não guardou ressentimento
Ao longo de sua vida

Não teve em nenhum momento
Sua sorte interrompida
Pode sumi satisfeito
Indo ao derradeiro leito
Com a batalha vencida

Compositor: Quintino Elizeu e Altimar

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Sulino e Marrueiro no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS