• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Dead Skin Mask
    [talking]
    How great for you to come
    I've been here long
    Now that you've arrived
    Please stay awhile
    And I promise I wont keep you long
    I'll keep you forever... forever... forever

    Graze the skin with my finger tips
    The brush of dead cold flesh pacifies the means
    Provocative images delicate features so smooth
    A pleasant fragrance in the light of the moon

    CHORUS
    Dance with the dead in my dreams
    Listen to their hallowed screams
    The dead have taken my soul
    Temptation's lost all control

    Simple smiles elude psychotic eyes
    Lose all mind control rationale declines
    Empty eyes enslave the creations
    Of placid faces and lifeless pageants

    In the depths of a mind insane
    Fantasy and reality are the same

    Graze the skin with my finger tips
    The brush of dead warm flesh pacifies the means
    Incised members ornaments on my being
    Adulating the skin before me

    Simple smiles elude psychotic eyes
    Lose all mind control rationale declines
    Empty eyes enslave the creations
    Of placid faces and lifeless pageants

    CHORUS
    Máscara de Pele Morta
    [falando]
    Que bom que você veio
    Eu estive aqui há muito tempo
    E agora que você chegou
    Por favor, fique um pouco
    E eu prometo te manter aqui
    Te manter para sempre, para sempre, para sempre

    Arranhe a pele com a ponta dos meus dedos
    O toque da carne morta e fria apazigua os motivos
    Imagens provocativas, traços tão calmos
    Uma fragrância agradável à luz da lua

    Refrão
    Dance com os mortos nos meus sonhos
    Escute seus gritos assustados
    Os mortos tomaram minha alma
    A tentação perdeu o controle

    Sorrisos simples evitam olhos psicóticos
    Perdendo todo o controle da mente, a racionalidade diminui
    Olhos vazios escravizam as criações
    De rostos plácicidos e joões ninguéns sem vida

    Nas profundezas de uma mente insana
    Fantasia e realidade são as mesmas

    Arranhe a pele com a ponta dos meus dedos
    O toque da carne morta e fria apazigua os motivos
    Imagens provocativas, traços tão calmos
    Uma fragrância agradável à luz da lua

    Sorrisos simples evitam olhos psicóticos
    Perdendo todo o controle da mente, a racionalidade diminui
    Olhos vazios escravizam as criações
    De rostos plácicidos e joãos ninguéns sem vida

    Refrão


    Aviso

    Esta tradução ainda não está completamente revisada pelos fãs e equipe do Vagalume. Colabore conosco enviando uma correção completa »


    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Slayer

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.