Ali

Skank

Multishow Ao Vivo no Mineirão


Ela entrou e eu estava ali
Ou será que fui eu que ali entrei
Sem sequer pedir a menor licença?

Ela de batom caqui
Com os olhos olhava o que eu não sei
Olhos de águas vindas de outros oceanos

Ela me olhou,quem?
Quem sabe com ela
Eu teria as tardes
Que sempre me passaram
Como miragens, como invenção

Se eu não posso ter
Eu fico imaginando,

Virá com ela que entrega,
Virá sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera
Virá pois ela estava ali

Ela amou o que estava ali
Ou será que foi dela o que eu já amei
Como os laços fixos de uma residência

Ela: Alô!? e eu não reagi
Com os olhos olhava o que eu lembrei
Quando andava indo em outra direção

Ela me olhou, vem!
Quem sabe com ela
Eu veria as tardes
Que sempre me faltaram
Como miragens, como ilusão

E se eu não posso ver
Eu fico imaginando

Virá com ela que entrega,
virá sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera,
Virá pois ela está ali

Ela andou e eu fiquei ali
Ou será que fui eu que dali mudei
Como os passos mudos de uma reticência

Ela me olhou, bem!
Quem sabe com ela
Eu teria achado
O que sempre me faltava
Couros, colagens, sons, emoção

Se eu não posso ser,
Eu fico imaginando

Virá com ela que entrega,
Virá, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera,
virá pois ela está ali

Compositor: Samuel Rosa

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Skank no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS