Cánteme (tradução)

Silvio Rodriguez


Cante comigo


Cante comigo

quem tem o verso

mas não com cristais requintados

que o tempo não é mais questão ociosa

se não mais áspero do que pot suave


Cante comigo

que cantar

empañarme não para os sentidos

e eu sinto que eu sou seu amigo

e eu gosto que eu também estou cantando


Cante comigo

Sim, para ouvi-lo

como essa música, eu fiz

Mas cantar comigo

para aplaudi-lo pelo que ele sabia fazer

ontem, hoje e em seguida


Cante comigo

para salvar

entre as luzes que eu identificadas

Mas cantar comigo

para a recompensa

para a melhor ave da alvorada


Cante comigo

que têm saída

local onde há temor vão

Cante comigo

mas não totalmente saudável

mas no final nenhuma canção Matraco


Cante comigo

aqui é pulmões

cheio de conquistas para o passado

Cante comigo

descaradamente e sem cuidado

Bem me cantar

Se a ordem não tem razões

Cánteme


Cánteme

quien tenga el verso,

mas no con los cristales primorosos,

que el tiempo ya no es tema de reposo

si no crisol más áspero que terso.


Cánteme

quien tenga canto,

mas no para empañarme los sentidos,

y yo como que siento soy su amigo,

y yo como que voy también soy canto.


Cánteme

sí, para oírlo,

como aquella canción, la que yo hiciera.

Pero cánteme

para aplaudirlo por lo que supo hacer

ayer, hoy y después.


Cánteme

para salvarlo

entre las luces que me identifican.

Pero cánteme

para premiarlo

por el mejor ave del amanecer.


Cánteme

quien tenga saco

donde no exista sitio al miedo vano.

Cánteme

aunque no sea del todo sano

pero canción al fin y no matraco.


Cánteme

que aquí hay pulmones

repletos de conquistas al pasado.

Cánteme

sin pudor y sin cuidado.

Pues cánteme

si al fin tiene razones.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS