Aceitunas (tradução)

Silvio Rodriguez


Azeitonas


Suas pernas de três às seis da tarde

Na memória logo me ardem

E quando quero aliviar minha loucura

Só me acalma comer azeitonas


Uma azeitona mordida

Retornou-lhe a vida todo o seu sabor

Maravilhado, respiro e sinto seu cheiro


Hoje eu deliro

Me corta seu fio

Até o limite da ilusão

Como devagar

E alongo o espaço

Entre o beijo inicial e o adeus


Uma azeitona mordida

Retornou-lhe a vida todo o seu sabor

Maravilhado, respiro e sinto seu cheiro


E aqui me tem

Bem seguro

A semente

Como pendurando em você


Suas pernas de três às seis da tarde

Na memória logo me ardem

E quando quero aliviar minha loucura

Só me acalma comer azeitonas

Aceitunas


Tus piernas de tres a seis de la tarde

en la memoria de pronto me arden

y cuando quiero aliviar mi locura

sólo me calma comer aceitunas.


Una aceituna mordida

le ha vuelto a la vida todo su sabor

maravillado, respiro y siento tu olor.


Hoy yo deliro

me corta tu hilo

hasta el limite de la ilusión

como despacio

y alargo el espacio

entre el beso inicial y el de adiós.


Una aceituna mordida

le ha vuelto a la vida todo su sabor

maravillado, respiro y siento tu olor.


Y aquí me tienes

bien aferrado

a la semilla

como colgando de ti.


Tus piernas de tres a seis de la tarde

en la memoria de pronto me arden

y cuando quiero aliviar mi locura

sólo me calma comer aceitunas.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS